A paz compensa

Destinatários do projeto

Aulas do ensino médio na escola secundária. Também é adequado para crianças com deficiência (a estrutura não possui barreiras arquitetônicas) e até grandes grupos escolares.

Motivação do projeto

Desde 1983, ano em que o Sermig entrou no antigo arsenal militar de Turim, os jovens começaram a participar, contribuindo para a reestruturação e transformação do Arsenale della Pace, tornando-se o local para servir, mas também onde encontrar ouvindo e respondendo à busca de suas vidas.

A partir dessa experiência concreta, a Sermig colocou os jovens no centro, identificando neles os primeiros destinatários da proposta formativa, pois são precisamente os jovens os mais feridos pela pobreza de nosso tempo, composta de desinteresse, autoconfiança e autoconfiança. outros, de se entregar. O objetivo é ajudá-los a crescer em responsabilidade, no planejamento, no sentido de pertencer a uma comunidade mais ampla, como o território, a nação, o mundo inteiro.

Assim, com os próprios jovens, um caminho de crescimento baseado em:

um trabalho sobre si mesmo, que devolve valor absoluto à pessoa (valho porque sou, não porque sei), conscientiza o próprio potencial, ajuda a entrar no equilíbrio de todo o ser, com a convicção de que o mundo muda se começarmos a mudar na primeira pessoa;

a proposta de um compromisso concreto e coerente nas realidades em que vivem, seja no mundo da escola, nas associações, nas paróquias ou em outras áreas de agregação (bairro, cidade, cidade) sempre conduzidas com espírito de serviço. O Sermig é proposto como um laboratório, no qual é possível experimentar possíveis estilos de vida de solidariedade e compromisso que podem ser replicados pelos jovens em sua realidade de origem;

um olhar aberto para o mundo, para aprender a vê-lo como o lar comum de uma família humana; reconhecer que as diferenças de cultura, religião, se respeitadas, se tornam uma riqueza. As situações difíceis vivenciadas por alguns povos desafiam, pedem emoções que assumem a forma de ajuda concreta, atividades humanitárias e comprometimento para entender as raízes do ódio e da injustiça e propõem uma nova mentalidade baseada na reconciliação e no perdão.

Esses princípios são a base da proposta que também abordamos aos alunos das escolas, com diferentes intensidades e idiomas com base nos grupos, de acordo com os seguintes objetivos:

1. Permita que os grupos de classe aprofundem os valores que transformaram a fábrica em um Arsenal da Paz (aceitação, restituição, reciprocidade, diálogo, abertura ao mundo, paz ...) recusando-os como compromissos pessoais válidos em todas as épocas.
2. Despertar nos jovens o desejo de responsabilidade pessoal e participação ativa, porque a história passa das ações de cada um, ontem e hoje; deixe-os experimentar que, com suas escolhas pessoais, você pode contribuir para enfrentar os grandes problemas de hoje, superando a sensação de impotência e dificuldade que os torna estranhos e indiferentes, distanciados da realidade.
3. Cresça no gerenciamento de suas emoções e entre em contato com o humor de outras pessoas através dos testemunhos e histórias de muitos homens e mulheres que fizeram a história do Arsenale. Dê as ferramentas para ler com um olhar crítico e ciente da realidade e da lógica que a anima.
4. Atualizando a experiência da guerra para descobrir a tragédia dos últimos dias, uma oportunidade de reconhecer nas diferenças de cultura, de origem e religião, uma riqueza. A emoção pode se tornar uma chave para mudar e ajudar concretamente a entender as raízes do ódio e da injustiça e adotar uma nova mentalidade de paz. A única garantia de que as atrocidades do passado e do presente não são mais repetidas.
5. Ajude os jovens a encontrar o sentido da vida e (re) descobrir o valor da juventude.

Estrutura do projeto: conteúdos e horários
A experiência no Arsenale della Pace permite que as crianças:

· Aprofundar alguns dos desafios do nosso tempo;

· Participar de atividades através do envolvimento ativo e pessoal;

· Relacionar-se com crianças da sua idade com quem compartilhar momentos de reflexão, planejamento e compromisso. 

O projeto inclui uma reunião com duração de cerca de 3 horas no Arsenale della Pace em uma data a ser acordada, de acordo com as faixas etárias, divididas em:

· Visita guiada inicial: o Arsenale della Pace se ergue sobre as ruínas da antiga fábrica de armas de Turim que construiu as armas para a Primeira Guerra Mundial. Caminhando pelas avenidas deste lugar, você entra em contato com sua história e vê suas atividades de perto. É apresentado aos alunos o caminho pelo qual um pequeno grupo de jovens sem grandes recursos veio para dar vida à experiência do Arsenal da Paz, que oferece escuta e ajuda prática a milhares de pessoas na Itália e no mundo todos os dias, e suas principais atividades são mostradas.
 

Warld: role-playing games e simulações que permitem que os alunos interajam em primeira pessoa, mergulhem no contexto de guerra e ampliem o olhar para o mundo para experimentar as injustiças que hoje comprometem a paz em nossa sociedade e refletem sobre o uso de recursos que cada um de nós tem disponível. O encontro oferece reflexões sobre alguns dos principais desafios do nosso tempo, usando músicas, vídeos, depoimentos etc.

Preparação:
Para incentivar o envolvimento pessoal das crianças, propõe-se preparar a experiência com uma coleção de necessidades básicas que serão usadas para a realização de expedições humanitárias. Relatamos, em particular, a necessidade de alimentos de longa duração (comida para bebê, farinhas de leite, arroz, carne enlatada, atum, legumes secos, farinha, alimentos enlatados, biscoitos, sal, açúcar, óleo de estanho).

Também propomos a leitura de um dos livros que contam a aventura de Sermig:
- Ernesto Olivero, Giovani, patrimonio dell’umanità,, Cittadella Editrice;
- Ernesto Olivero, Dio non guarda l’orologio, Ed. Priuli & Verlucca.
- CD Laboratorio del Suono, L’amore resiste.

 

Il progetto prevede un incontro della durata di circa 3 ore  presso l’Arsenale della Pace in data da concordare, secondo le fasce di età, che si articola in:

·       Visita guidata iniziale: l’Arsenale della Pace sorge sui ruderi della vecchia fabbrica di armi di Torino che ha costruito gli armamenti per la Prima Guerra Mondiale. Camminando lungo viali di questo luogo si entra in contatto con la sua storia e si vedono da vicino le sue attività. Si presenta ai ragazzi il percorso con il quale un piccolo gruppo di giovani senza grandi risorse è arrivato a dar vita all’esperienza dell’Arsenale della Pace, che offre ogni giorno ascolto e aiuto concreto a migliaia di persone in Italia e nel Mondo, e si mostrano le sue principali attività.

Warld: giochi di ruolo e simulazioni che permettono agli studenti di interagire in prima persona, di immergersi nel contesto della guerra e allargare lo sguardo sul mondo per fare esperienza delle ingiustizie che oggi minano la pace nella nostra società e riflettere sull’utilizzo delle risorse che ognuno di noi ha a disposizione. L’incontro offre spunti di riflessione su alcune delle principali sfide del nostro tempo utilizzando musica, video, testimonianze ecc.

 

Preparazione:

Per favorire il coinvolgimento personale dei ragazzi si propone di preparare l’esperienza con una raccolta di generi di prima necessità che saranno poi utilizzati per la realizzazione di spedizioni umanitarie. Segnaliamo in particolare la necessità di alimenti a lunga conservazione (alimenti per bambini, farine latte, riso, carne in scatola, tonno, legumi secchi, farina, scatolame, biscotti, sale, zucchero, olio in latta).

 

Proponiamo anche la lettura di uno dei libri che raccontano l’avventura del Sermig:

- Ernesto Olivero, Giovani, patrimonio dell’umanità, Cittadella Editrice;

- Ernesto Olivero, Dio non guarda l’orologio, Ed. Priuli & Verlucca.

- CD Laboratorio del Suono, L’amore resiste.

Questo sito utilizza i cookies. Continuando la navigazione acconsenti al loro impiego. Clicca qui per maggiori dettagli

Ok