O evangelho nossa regra

O Evangelho nos comunica Jesus e tentamos transformar nossa vida na dele.

de Rosanna Tabasso

 

Há alguns meses (ndr inizio 2017), o bispo de Turim Cesare Nosiglia fez um retiro e comentou a página da Regra da Fraternidade Sermig: Nosso Evangelho governa, recordando o compromisso de Francisco de Assis em seguir o seno do Evangelho brilho, sem se e sem mas, “porque o Evangelho não é um livro, mas uma pessoa. O Evangelho nos comunica Jesus porque ele vem morar em nós ". Esta página foi a primeira que Ernesto Olivero escreveu e expressa uma profunda nostalgia pela autenticidade, um desejo de recomeçar desde as origens, do ponto mais próximo da vida de Jesus.É uma pesquisa que está nos levando à essência do cristianismo: fazer as pessoas viverem simplesmente Cristo nas obras, para "transformar nossa vida na dele".

A nossa é a nostalgia de quem vive no mundo como um vestido que não combina bem com ela e busca outras maneiras em que a pessoa está no centro, os relacionamentos são movidos pelo amor, as leis refletem direitos e deveres para todos, onde não há não respeitam os mais fracos e a harmonia da criação, onde se leva em consideração que a vida deixada a si mesma morre e que em todos existe uma necessidade irreprimível de Deus.

O Evangelho reflete esse tipo de vida, uma vida boa para tudo que nós, cristãos, muitas vezes tratamos como um belo conto de fadas para crianças, não como um possível projeto de vida neste mundo. O Evangelho não é uma ilusão, uma fuga da realidade. É vida concreta, se substituirmos a mentalidade do mundo pela dele. O Evangelho escutado, orado, trazido para a vida cotidiana traz essa transformação. Aqueles familiarizados com a Palavra mudam lenta mas radicalmente.

Todos nós precisamos disso, especialmente os jovens. Nós experimentamos isso no Arsenale durante o verão, propondo um caminho para ouvir o Evangelho com um breve comentário e algumas idéias para o dia. Em pouco tempo, ele criou uma atmosfera diferente entre as pessoas, um olhar diferente da vida e para todos foi como iniciar uma jornada dentro de si. Dia após dia, a Palavra revela a quem a ouve sua preciosidade, sua singularidade, seu ser sempre novo. É o caminho de um encontro pessoal com Jesus e o início de um relacionamento com ele: aprendo a conhecer os traços de sua Pessoa, sendo amigo, professor, companheiro de viagem, Filho de Deus, ressuscitado e vivo; ao encontrar mulheres, doentes, crianças, com fariseus ou pecadores, reconheço sua maneira de se colocar, de se aproximar, de comunicar e mudar a qualidade de vida.

Dia após dia, aprendemos as condições com as quais ler a Palavra, as intenções do escritor e "o absurdo das bem-aventuranças, dando a outra face, o perdão se torna possível". Até as páginas mais difíceis revelam seu significado e compreensão abre a surpresa do amor. Assim, acompanhados nesta jornada, todos redescobrem a beleza, a novidade e a plenitude do Evangelho, todos aprendem a senti-lo como a verdadeira resposta para sua busca mais profunda.

É impressionante que mesmo os jovens distantes dessa sensibilidade e os mais distantes da fé, guiados, descubram a resposta a seus conjuntos de significados e significados na proposta de vida de Jesus: “Tenho sede de coisas que fazem eu e os outros nos sentirmos bem, como amor e amizade. Parece-me quantos estão convencidos de que dentro de cada pessoa há algo de bom e isso nos faz viver melhor, enquanto muitas vezes não penso nisso e pareço uma nulidade sem beleza por dentro. Posso ser eu mesmo sem máscaras no rosto e, se viver assim, posso realmente conhecer os outros e o próprio Jesus. Todos temos um valor, às vezes não consigo reconhecê-lo.

Jesus deu valor a todas as pessoas que conheceu, e isso a fez renascer. Não preciso me sentir culpado porque tenho dúvidas sobre Deus, mas aprendo a procurá-lo de diferentes formas, nas pessoas. Entendi que preciso de algo que vá além das coisas que tenho e faço todos os dias ... e que em algum momento da vida você precisa saber como fazê-lo, tem que ter a coragem de fazê-lo e se abandonar a esse amor maior que nós. "

Questo sito utilizza i cookies. Continuando la navigazione acconsenti al loro impiego. Clicca qui per maggiori dettagli

Ok