Tempo de Deus

Rosanna Tabasso - QUELLO CHE CONTA

Um tempo sem relógio, um tempo em que o outro que se aproxima de nós nunca é um caso ou um problema.

de Rosanna Tabasso

 

"O tempo é de Deus", lembra a regra de Sermig. É um lembrete importante para todos nós que queremos aprender a viver a espiritualidade da Presença: lembrar continuamente a Presença de Deus em nós e entre nós, acolher Sua Palavra que nos dá Jesus, Deus conosco, para recuperar a certeza de que Deus ainda caminha. e sempre com seu povo, para restaurar significado e sacralidade a toda ação de nossas vidas diárias e a todo ser humano, aprender a contemplar Deus na criação e em todas as suas vidas, a devolver tempo a Deus.

O tempo, como a vida, é um presente de Deus, para ser bem guardado e administrado, sem poder possuí-lo ou detê-lo. Ele flui rapidamente e é uma sucessão de momentos únicos, irrepetíveis e decisivos. No entanto, tomados como somos da organização da nossa vida e dos compromissos, preocupados com o tempo que voa e amanhã perdemos o significado do tempo como um presente de Deus, esquecemos que mesmo a normalidade da vida cotidiana, a repetitividade de gestos e ações contêm um significado profundo.
Cada momento em que vivemos com consciência, com atenção, com cuidado, como se fosse a primeira e a última de nossas vidas, tenha seu valor: pode ser decisivo, pode nos fazer entender algo fundamental, conhecer uma pessoa que mudará sua vida ou nossa vida, dizendo um sim ou um não importante para o bem de todos. É apenas um momento, mas é um presente que passa de um para o outro, de uma vida para outra, uma passagem maravilhosa e ininterrupta de sangue vital, a passagem do Espírito através de nós, nos momentos de nossa vida. Tentar viver a Presença de Deus nos conscientiza da responsabilidade de não interromper a passagem do Espírito e permitir que ele opere sempre, em qualquer lugar. Pensar em devolver tempo a Deus nos torna bons servos do Reino, cuidadosos para não perder nem um minuto.
Viver a Presença de Deus nos protege de perder tempo para alimentar nosso egoísmo, para nos desapegar de nossa vocação e para nos afastarmos de nossa missão. Você sempre pode mudar sua vida se cometeu um erro, mas não pode compensar o tempo perdido, desperdiçado ou mal utilizado; ele não volta; está perdido para sempre. É importante treinar a manter o foco no essencial, usar o tempo de inatividade de um dia para orar, direcionar nossa vida à Presença de Deus e torná-la um louvor contínuo, como sugere o salmo: "Abençoarei o Senhor em todos os momentos" (Sal. 34.2).

Nos mosteiros, o ritmo do tempo é marcado pelos momentos de oração da liturgia das horas, desde a primeira luz do amanhecer até a tarde, para prolongar a qualquer momento o dom da Eucaristia, a grande ação de graças e a impregnação de Deus o tempo todo. do dia e da noite. Graças a esses lugares e às pessoas que escolhem morar lá, em todas as horas do dia e da noite, em todos os cantos da terra, louvores são dados a Deus, Cristo é trazido de volta ao coração do mundo, o convênio de amor de Deus é fortalecido com o homem.
Mas devolver o tempo a Deus não é apenas o compromisso dos mosteiros, nós, que vivemos no mundo, também somos chamados a usar nosso tempo para a santificação do Reino de Deus.A celebração da Eucaristia será o momento mais importante para quem puder participar e para a ação de graças continuará na liturgia das horas. Para todos, então, o Espírito Santo nos ajudará a invocar o Pai em todos os momentos livres: viajar de transporte público, esperar, fazer uma pausa entre os compromissos ... Cada minuto será nutrido por um "correio" do Rosário , de um versículo da Sagrada Escritura ou de uma invocação: "Jesus Cristo, filho de Deus, tem piedade de mim, pecador", como ensina o peregrino russo.
Um desafio, é claro, mas ser enfrentado "por viver no mundo sem ser do mundo" para permitir que Deus entre nele. A humanidade também entrará com ele e o grito de sofrimento de muitos que não têm comida, nem casa, nem emprego, nem saúde, estão sozinhos. Esse grito nos leva de volta ao essencial do tempo de Deus: compartilhar, acolher, ouvir, abrir espaço para o outro. O tempo de Deus é sempre o tempo para amar.

Questo sito utilizza i cookies. Continuando la navigazione acconsenti al loro impiego. Clicca qui per maggiori dettagli

Ok